Em áudio, empresário faz ofensas a pároco e reforça ação de “patriotas” no domingo

Por Dayanne Borges e Ricardo Moura

O Blog Escrivaninha obteve acesso a um áudio de whatsapp no qual um empresário profere diversos ataques ao padre Oliveira Braga Rodrigues, pároco da Paróquia da Paz, na Aldeota. O religioso é chamado de “comunista”, “canalha”, “picareta”, “imbecil” e “safado”. A mensagem de voz se encerra com mais ofensas e ameaças a partir da presença dos “patriotas” na celebração de 8 horas do domingo. O homem ainda debocha do esquema de segurança montado pela Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) no último domingo, dia 11, que havia enviado viaturas para monitorar o entorno da igreja. Segue um trecho:

“Ele [o padre Oliveira] está acabando com a Paróquia da Paz. Te prepara pra domingo, se for esse padre Oliveira, te prepara pra domingo que vai ter os patriotas lá na Igreja da Paz para poder tu falar de novo as asneiras que tu falaste domingo passado, viu? Pede mais ajuda ao Camilo que as quatro viaturas que tinha lá pra dar respaldo àqueles cabra de vermelho lá vão ser poucas, viu? Que vai ter muito patriota lá”.

O áudio se encerra com o empresário informando seu nome completo. No perfil dele no Facebook há fotos com o presidente Jair Bolsonaro e postagens relativas ao ano de 2015 fazendo menção às manifestações ocorridas na Praça Portugal que pediam o impeachment de Dilma Rousseff. A fim de preservar a fonte, mantemos a identidade do empresário sob sigilo.

No perfil do Instagram da Paróquia da Paz, foi divulgado que a celebração dominical das 8 horas deverá ser transmitida mais uma vez pelo Youtube. A nota lamenta os episódios recentes de intolerância ocorridos no interior do templo:

“Em razão dos ocorridos nas celebrações dos domingos (4 e 11/07) na missa das 8h e, no intuito de ensejar ampla visibilidade e transparência à mensagem, transmitiremos, mais uma vez, excepcionalmente neste domingo, dia 18/07, às 8:00h da manhã, a celebração eucarística em nosso canal do YouTube (http://bit.do/somosdapaz), evitando, assim, eventuais repetições do desagradáveis episódios”. 

Postagem do Instagram da paróquia

Conforme o Blog Escrivaninha publicou nesta quinta, dia 15, com exclusividade, empresários estariam sendo convocados a participar da iniciativa. Uma fonte ouvida pela reportagem revelou que militares da reserva próximos ao homem que interrompeu a celebração do último domingo, dia 11, também estariam articulando sua participação no ato. O número de pessoas arregimentadas chegaria a “dezenas”. O texto diz o seguinte:

“Amigos empresários, as pessoas estão se mobilizando para irem no próximo domingo na Paróquia da Paz na missa das 8:00 h. Estarão lá para o caso dos padres voltarem a usar a missa como um palanque para a propagação de ideias socialistas. Algumas dezenas de patriotas já confirmaram presença. Vamos divulgar essa iniciativa entre aqueles que também discordam da politização das missas”.

O padre Lino Allegri e o pároco Oliveira Rodrigues estão sendo alvos de ataques pessoais em grupos de whatsapp. Em uma das mensagens às quais a reportagem teve acesso, há críticas a uma suposta “infiltração comunista” na paróquia e ameaça de invasão à igreja no próximo domingo, dia 18, no exato momento em que o padre Lino celebraria a missa. O trecho é o que segue:

“Ouvi dizer que domingo a turma de direita vai fechar a igreja da paz. Vão lotar todos os possíveis lugares. E se tiver esquerdopatas querendo mandar por lá o pau vai quebrar pra valer. A turma católica terá cobertura que ficará do lado de fora disfarçada e entrará na hora H. A culpa será do arcebispo que está inerte, vendo tudo acontecer sem adotar, adrede (sic), as providências necessárias”.

Segundo apuração do Blog Escrivaninha, o religioso pretendia estar à frente da celebração no próximo domingo a despeito das ameaças, mas houve uma recomendação oriunda de instâncias superiores da Arquidiocese para que ele que não realizasse a missa em nome da “prudência”. Enviamos duas perguntas à Arquidiocese de Fortaleza na manhã da última quinta-feira, dia 15, mas até às 00h40 deste sábado não recebemos retorno algum do Setor de Comunicação. As questões são:

1) Qual o posicionamento da Arquidiocese em relação aos ataques e mensagens direcionadas aos padres da Paróquia da Paz?

2) Quando o padre Lino Allegri voltará a celebrar missas?

8 comentários em “Em áudio, empresário faz ofensas a pároco e reforça ação de “patriotas” no domingo

  1. A omissão da Igreja Católica, desde 2016, em relação ao Golpe e ao crescimento do bolsonarismo, empoderou muitos católicos fascistas, nas comunidades católicas.
    Estão aí, portanto, as consequências!
    Quando percebi essa omissão, me afastei completamente da Igreja Católica!
    Agora, aguentem o gás ismo bolsonariano que existe dentro do Catolicismo!

    Curtir

    1. Igreja é lugar de renovação espiritual e não de ativismo político. Padre não deve manifestar posicionamento nem de direita e nem de esquerda.

      Curtir

      1. Igreja é lugar para defender ôntico sofrido. É lugar também de conscientizar as pessoas sobre os desmandos desse desgoverno. Não vivemos em uma ditadura, estamos em uma democracia. E o pároco não só pode se manifestar, mas tem obrigação de se manifestar.

        Curtir

  2. Bando de velhos dodoi,era só o que faltava marcathismo cearense kkkkkk ,fosse o governador dava segurança pro padre que foi hostilizado realizar a missa a seu modo costumeiro, e mandava descer o sarafo caso esses velhos imbecis quisessem atrapalhar a missa .

    Curtir

Deixe uma resposta para Marcia Pereira Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: