Números da letalidade policial em queda: o bom exemplo que vem de São Paulo

A Polícia Militar de São Paulo, assim como ocorreu com a PM do Ceará, registrou um incremento em seus números de letalidade no primeiro semestre de 2020. Em vez de tratar a situação como se ela fosse inevitável, o comando da corporação adotou uma série de medidas visando à redução da violência letal. O resultado é promissor: nos sete meses em que as ações foram implementadas, as mortes por intervenção policial caíram 47,8. Com uma taxa de 0,48 morte por 100 mil habitantes, São Paulo caiu da 15ª para a 22ª posição entre os estados com maiores taxas de letalidade policial, segundo levantamento do Fórum Brasileiro de Segurança Pública. O Ceará, por sua vez, ocupa a 14ª posição, com uma taxa que é o dobro da paulista (1,04 morte por 100 mil habitantes). Amapá é o estado mais violento da federação, com uma taxa de 8,12 mortes por 100 mil habitantes.

Mortes por intervenção policial aumentam no primeiro semestre no Ceará

O número de mortes por intervenção policial no primeiro semestre de 2020 já supera as estatísticas de 2019, no mesmo período: 96 a 84. A polícia do Ceará está matando mais em serviço. E isso é péssimo para um governo que se afirma progressista. Nítida amostra de descontrole dos comandos sobre seus subordinados. Abril deContinuar lendo “Mortes por intervenção policial aumentam no primeiro semestre no Ceará”