Padres são hostilizados por fiéis da Paróquia da Paz em grupos de Whatsapp

As ações de intolerância contra o sacerdote que criticou o presidente Jair Bolsonaro ganharam novos capítulos esta semana. Mensagens veiculadas no Whatsapp trazem acusações pessoais ao padre Lino Allegri e também ao pároco, o padre Oliveira Rodrigues. Em um dos trechos, há menção a uma nova intervenção na celebração do próximo domingo. As postagens foram feitas dois dias após um militar reformado ter sido expulso da igreja por tentar interromper a missa dominical.