O dilema do imponderável na atividade policial

A morte dos dois policiais rodoviários federais, na manhã de ontem, dia 18, durante uma abordagem a um homem em estado aparente de surto, demonstra o grau de risco da atividade, cujos riscos à integridade física podem se esconder nas atitudes mais usuais do cotidiano.

Por Ricardo Moura

Parecia cena de cinema de horror: um homem andando lentamente no meio da rua, na contramão do fluxo dos carros, como se estivesse em um modo zumbi. O inusitado da situação, contudo, nem de longe dava sinais do que viria a ocorrer dali a poucos minutos, ou seja, com dois policiais rodoviários federais mortos. Uma prática rotineira dos órgãos de segurança, a abordagem policial, transformou-se em uma tragédia que ficará marcada na História de Fortaleza.

A ação pode ser reconstituída por meio de celulares e câmeras de vigilância: é possível acompanhar o agressor se mover com uma efetividade e segurança que contrasta fortemente com sua postura anterior. Os movimentos letárgicos deram espaço a gestos rápidos e coordenados, cumpridos de maneira inconsciente e com mínima margem de defesa.

O caráter insólito e brutal do ocorrido desafia análises e hipóteses sobre o que poderia ter sido feito para evitar que os policiais fossem assassinados. O que nos resta, neste momento, é lamentar essas perdas de forma tão brutal e aguardar que as famílias possam obter algum tipo de consolação.

As investigações deverão trazer respostas sobre o passado e as possíveis motivações do homicida depois de tantas especulações ao longo do dia de ontem. O fato, contudo, ilustra de forma precisa o caráter imponderável da atividade policial, um profissional cuja vida pode ser ceifada em um instante sob os olhares incrédulos da população.     

Sobre a imagem. O percurso feito pelo agressor por entre os carros, na contramão, bem como o ataque aos policiais foram registrados por smartphones sob os olhares incrédulos dos passantes.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: