Hostilidade a padres reflete polaridade política na sociedade e na igreja

A Paróquia da Paz vive os efeitos de uma “guerra fria” causada pela polarização política e por desentendimentos sobre as decisões tomadas pela Igreja Católica após o papado de Francisco, bem como a chegada à paróquia de sacerdotes alinhados aos novos rumos do Vaticano. O que vinha transcorrendo como um conflito ideológico velado, restrito apenas ao universo cotidiano dos paroquianos, tornou-se um caso de repercussão nacional após a tentativa de intimidação promovida por fiéis da própria paróquia ao padre Lino Allegri, no último dia 4, após a celebração dominical.